sexta-feira, 22 de outubro de 2010

O amigo do Zorro é o Tonto?








Há uma confusão proposital entre dois personagens de ficção: o Zorro e Lone Ranger (Cavaleiro Solitário). Na realidade o Tonto é o companheiro desse último.
O fato de Lone Ranger utilizar uma máscara semelhante ao do Zorro e sendo este já conhecido do público brasileiro, achou-se por bem denominá-lo também de Zorro. Eis ai a confusão. Para vender mais fácil um “produto” utilizou-se do rótulo de outro com maior fama e de mercado garantido.
Ambos os personagens, adaptados para o cinema, filmes, séries e histórias em quadrinhos, afora a máscara, são diferentes entre si.
Criado por Johnston Mc Culey (The Zorro Stories) o Zorro, serviu de base para, entre outras, a famosa adaptação em série de TV com Guy Willians no papel principal. A história passa-se provavelmente no começo do XIX já que tem como cenário a cidade de Los Angeles ainda pertencente à Espanha (somente em 1822 o território da Nova Espanha, hoje México, tornou-se independente). Contra as injustiças e arbitrariedades da administração colonial espanhola na América, Don Diego De La Vega com roupas negras, mascara e espada em punho transformava-se no Zorro aplicando a justiça. Como suas ações eram em geral noturnas ou a lugares pouco iluminados a cor de sua roupa servia de camuflagem. Isto também ocorria com seu cavalo de nome tornado. O Zorro era no conceito das autoridades um fora da lei, espécie de Robin Hood moderno.
Já o Lone Range, personagem criado por Geo. W. Trendle para dramatização em rádio (como novela de rádio, creio, ao estilo do nosso Jeronimo, o herói do sertão), além de ser reconhecido das autoridades (militares da cavalaria, xerifes, delegados...) como um combatente ao crime, pertencia ao século XIX, quando a conquista do oeste estadunidense já estava efetivada. Há portanto, além de tudo uma defasagem cronológica considerável entre um e outro personagem. Na década de 40 o Lone Ranger foi interpretado por Clayton Moore e o Tonto por Jay Silverheels. A série durou 9 anos. O Cavalo do Lone Ranger era o Silver (prata em inglês) de cor branca. Lembram-se do grito “Hi-yo Silver”?
O índio Tonto, responsável por várias anedotas aqui no Brasil pelo fato de seu nome ser, em português, sinônimo de tolo, idiota, ..., é portanto companheiro do Cavaleiro Solitário (Lone Ranger) a quem ele chama Kemosabe - amigo fiel em sua língua. O do Zorro é um rapaz mudo que se faz passar também por surdo cujo nome é Bernardo (em outras versões, Miguel).
Não se trata, definitivamente do mesmo personagem. Aliás, há outros mascarados similares como El Coyote (com trajes mexicanos), o Durango Kid, o Black Diamond, Cavaleiro Negro,..., mas nem todos são o Zorro e nem todos têm o Tonto como amigo!



Carlos Carvalho Cavalheiro
(1998)

2 comentários:

  1. Olá, amigo blogueiro,
    Leia poesia que reafirma a vida como um bem cósmico, propriedade de ninguém, acessando meu blog:
    http://valdecyalves.blogspot.com/2010/10/poesia-da-afirmacao-da-vida.html

    Leia também a penúltima matéria. Vc sabia que já existiu campo de concentração no Brasil. Ver em:
    http://valdecyalves.blogspot.com/2010/10/caminhada-da-seca-de-senador-pompeu-em.html

    ResponderExcluir